COMBATE

Performance duracional onde permaneci por oito dias no Museu Militar Comando do Sul (MCCC), em Porto Alegre. Me propus estar ali em relação aos tanques, carros de combate e canhões. Convidei escolhendo oito mulheres do campo das artes que levaram cada uma, um kit de sobrevivência por dia de livre escolha. Cada mulher era provocada a partir do conceito de sororidade. Cheguei apenas com uma macacão branco e a cada dia, a cada visita, um acervo poético-político foi se formando, assim como insumos de sobrevivência para o passar dos dias, tais como agasalhos e alimentos. A performance procura formar um contraponto entre o universo militar (patriarcal) e a suposta fragilidade do corpo da mulher.

Essa performance foi transmitida ao vivo pelo instagran e youtube e era acessada na galeria na exposição AORISTA na Fundação Ecarta através de um QR code.